05/05/2020

Mesmo na crise, empresa de crédito pode baixar nota e deixar seu nome sujo

Os birôs de crédito, empresas que armazenam as informações de bons e maus pagadores e utilizam esses dados para elaborar as notas de crédito - o chamado score -, dizem que a fórmula usada para definir a pontuação não foi alterada por causa da crise do novo coronavírus. Essas firmas até ampliaram o prazo para incluir as notificações no sistema, mas continuam recebendo os dados de quem está em dia e de quem está em atraso com os compromissos. O envio dos dados do cadastro negativo só poderá ser suspenso, dizem os birôs de crédito, se houver uma modificação na lei. No último dia 12 de maio, o plenário do Senado aprovou projeto que proíbe a inscrição de consumidores inadimplentes em cadastros negativos durante o estado de calamidade devido à pandemia do coronavírus (PL 675/2020). Mas como o texto foi modificado em relação ao que havia sido aprovado na Câmara, em abril, o projeto retornou para nova análise dos deputados.