16/03/2021

Dívida dos governos no Brasil alcança 90% do PIB pela 1ª vez


A dívida bruta dos governos no Brasil subiu de R$ 6,670 trilhões em janeiro para R$ 6,744 trilhões em fevereiro, segundo dados do Banco Central (BC). Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), a dívida subiu de 89,4% para 90%.

Foi a primeira vez em toda a série histórica do BC que o indicador atingiu 90% do PIB. A metodologia atual teve início em 2008.

O aumento dos gastos públicos para mitigar os efeitos da pandemia do novo coronavírus acendeu um alerta no mercado. As preocupações sobre o rápido crescimento da dívida pública ficaram ainda maiores. A alta é apontada por analistas como um dos principais fatores de dúvida sobre a recuperação do crescimento da economia.

O mercado acompanha esses números porque eles são uma das referências para avaliar a capacidade do país de honrar seus compromissos e, no limite, os riscos de calote. Quando os ganhos com impostos e outras receitas não são suficientes para cobrir os gastos, o governo é financiado por seus credores (pessoas físicas, empresas, bancos etc). Nesse cenário, os investimentos no país diminuem, ou seja, entra menos dinheiro.